Da quase perfeição ao vexame: Gladbach joga apenas um tempo, sofre virada e é massacrado em casa pelo Leverkusen

lever
Foto: Divulgação/Bundesliga

Visando retornar as competições europeias da próxima temporada, o Borussia Mönchengladbach entrou em campo neste sábado (21) pela 9ª rodada da Bundesliga diante do Bayer Leverkusen, em clássico do Rio Reno, e o resultado não poderia ter sido pior: após uma atuação fantástica na etapa inicial, os Potros sucumbiram na etapa complementar e sofreram um revés doloroso por 5 a 1.

Fabian Johnson, retomando sua forma física, anotou o gol dos Foals, enquanto Sven Bender, Bailey, Brandt, Volland e Pohanpalo comandaram a espetacular reviravolta dos aspirinas na etapa final. Os visitantes marcaram quatro gols em um espaço de apenas 11 minutos.

O resultado jogou o Borussia Mönchengladbach para a 8ª posição, com 14 pontos. Além disso, os Fohlenelf possuem a pior defesa da competição de forma conjunta com seu maior rival, o Köln. São 17 gols sofridos em apenas nove partidas.

Empolgado com os resultados recentes – duas vitórias consecutivas – o Gladbach iniciou a partida a todo vapor, em, talvez, sua melhor exibição na temporada (porém 45 minutos não são suficientes em uma partida de futebol). Com apenas sete minutos no relógio, Thorgan Hazard executou um belíssimo cruzamento para Fabian Johnson completar para o fundo das redes. O próprio meia-atacante belga desperdiçou uma chance inacreditável de dobrar a vantagem, finalizando em cima de Leno, mesmo estando praticamente dentro da meta.

Apresentando um bom futebol, assim como nos velhos tempos, o Gladbach dominou completamente a etapa inicial, sob a regência do jovem Mickäel Cuisance, que demonstrava toda sua habilidade e visão de jogo. Nos minutos finais, o brasileiro Raffael teve oportunidade de ouro para marcar o segundo gol dos mandantes, mas acabou furando.

Já na etapa complementar a história foi completamente diferente, com uma apresentação próxima do ridículo por parte dos comandados do ultrapassado Dieter Hecking, mais uma vez demonstrando toda sua incompetência. Em um curto espaço de tempo, Bender, após cobrança de escanteio, e Baily, em jogada individual contra Wendt, viraram a partida. E a goleada viria, também rapidamente, através de Brandt, aproveitando mais uma péssima atuação de Sommer.

Com o placar favorável e uma reviravolta espetacular conquistada, o Leverkusen aproveitou mais erros da defesa dos Potros para protagonizar um vexame por parte dos donos da casa, diante de um Borussia-Park lotado. Volland, totalmente livre pela faixa central, recebeu passe em profundidade depois de saída errada de Elvedi para anotar o quarto tento. Pohanpalo, sem misericórdia, terminou o trabalho com extrema facilidade dentro da pequena área, novamente sem qualquer cobertura da dupla de zaga.

Sommer (4), Elvedi (4), Ginter (3), Vestergaard (3), Wendt (3); Zakaria (7), Cuisance (7), Johnson (6), Hazard (7); Raffael (5), Stindl (5)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s