Voz do torcedor: afinal, qual é a tua, Max Eberl?

ME.jpg
Foto: Divulgação/News.Winner

A temporada 2017/2018 do Borussia Mönchengladbach vem sendo de altos e baixos. Ao mesmo tempo em que o time é capaz de fazer boas apresentações e, por exemplo, ganhar do poderoso Bayern de Munique, é capaz de tomar 6 do Borussia Dortmund e levar 5, em casa, do Bayer Leverkusen, além de inúmeras atuações fracas e apáticas em vários outros jogos.

Fim da linha para Dieter Hecking

Alguns pontos contribuem para essa irregularidade do time: a defesa é a 4ª pior da Bundesliga, com 32 gols sofridos, sendo a pior, junto com o Hoffenheim, entre os dez colocados – em 20 jogos o time só não sofreu gol em quatro. A fragilidade defensiva não é exclusividade da era Dieter Hecking, desde os tempos de André Schubert o Gladbach não consegue ter um setor defensivo confiável. A falta de opções ofensivas também chama atenção há tempos: Hrgota, L. de Jong, Drmic, Hahn e Bobadilla, que inexplicavelmente retornou ao clube no início da atual temporada, têm gerado insatisfação enorme dos torcedores no estádio e nas redes sociais.

O elenco não tem profundidade, faltam opções para outras posições, além do ataque. Na lateral esquerda, por exemplo, não há reposição para Oscar Wendt, o que gera acomodação do titular, criticado por atuações abaixo da média desde a temporada passada. Dieter Hecking tem culpa, e muita, pelo fraco desempenho e por não conseguir corrigir problemas crônicos do time, a exemplo da defesa. Alterações sem sentido em várias ocasiões, isso quando não demora muito a tentar modificar o time, assim como insiste em jogadores que não estão bem em detrimento a outros que pedem passagem, é o caso de Kramer em relação a Cuisance.

Ademais, o posicionamento de alguns jogadores tem chamado a atenção, é o caso de Herrmann, que, apesar de ter ganhado mais tempo de jogo, vem jogando fora de suas características, tendo de cumprir uma função mais defensiva de fechar o corredor direito. Herrmann não tem qualidades de marcação para ficar engessado como defensor pelo lado, é um jogador que deve funcionar como desafogo pelas pontas e, sim, auxiliar na marcação pelo lado. Algo que incomoda muito a torcida é a passividade do treinador, seja pela postura blasée à beira do gramado, seja pela sensação que passa que está tudo bem.

Se a paciência da torcida com Hecking se esgotou, a mesma opinião não é compartilhada por Max Eberl, diretor de esportes do Gladbach. Segundo Eberl, em entrevista recente, o trabalho do treinador é considerado satisfatório, inclusive já se especula a renovação do vinculo com o treinador. É inegável que Max foi uma figura importante no processo de reestruturação do Gladbach.

Vale lembrar que quando ele assumiu a direção de esportes do clube, o time era habitual concorrente ao rebaixamento e sempre lutava para permanecer na 1ª divisão. Com Eberl os Potros disputaram duas Champions League e voltou a ser respeitado na Alemanha, reaparecendo no cenário internacional. No entanto, parece que houve uma acomodação, e isso fica claro ao dizer que o trabalho contestável de Hecking é bom e, apesar de todos os problemas do time, ressaltar que fazemos boa campanha.

Sr. Max Eberl, venho lhe dizer que nossa “boa campanha” se deve mais pela incompetência de outros times que por nossos méritos. Além disso, o senhor deveria explicar qual o sentido de algumas contratações. Por que trazer o Bobadilla de volta? Um jogador fraco e quando passou pelo Borussia Park não deixou saudades. Apesar de tudo o Gladbach ainda briga por vaga na Champions League ou, pelo menos, Liga Europa, mas ressalto: mais pelo nivelamento por baixo do campeonato que por méritos próprios e por ambição da direção do clube, representada pelo comodismo de Max Eberl. Aliás, Max Eberl, ficam as perguntas pra você: Qual é a do Gladbach? Qual a ambição do clube?

Para o torcedor dos Potros fica outra questão: É hora de Max Eberl sair do clube?

*Texto feito por: Ailton Santos e editado por Alexander Efraim.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: