Mercado: seis jogadores em final de contrato, com quem você renovaria?

page

A campanha da temporada 2018-2019 está prestes a começar, e após alguns ajustes no elenco, o Borussia Mönchengladbach também possui alguns jogadores que entraram em seu último ano de vínculo com o clube, casos de Raffael, Patrick Herrmann e Oscar Wendt, figuras de suma importância dentro do elenco Fohlenelf.

A questão é: vale ou não a pena renovar com esses jogadores? Vamos a análise do cenário de cada um.

Raffael – O meia-atacante cearense é um dos pilares da equipe desde que chegou ao clube em Julho de 2013. Ao todo, o brasileiro anotou 70 gols e contribuiu com 33 assistências em 177 partidas pelos Potros, tornando-o um ídolo da torcida e tratado como “maestro” pela parte de social media do clube, algo corroborado também pelo antigo técnico André Schubert, que assim o chamava. Aos 33 anos, Raffael teve alguns problemas musculares na temporada passada, impedindo o brasileiro de atingir seu nível habitual, algo refletido nos seus números – pela primeira vez desde que chegou ao clube ficou sem anotar pelo menos dez gols na Bundesliga (9). A manutenção do maestro seria importante para o clube, uma vez que o jogador está totalmente a vontade na cidade e altamente identificado com o clube, além de ainda ter muito tempo de carreira para continuar brilhando pelos DieFohlen.

Patrick Herrmann – Xodó da torcida e um dos mais longevos da equipe, atrás somente de Tony Jantschke, além de ser um dos jogadores que mais vestiram a camisa do clube, Herrmann não conseguiu repetir seu bom futebol que o levou para a seleção, especialmente após o incrível desempenho alcançado na temporada 2014-2015. Há algum tempo o ponta convive com alguns problemas físicas, tirando a oportunidade de voltar a se firmar como titular. Também em seu último ano de contrato, Herrmann optou por permanecer no clube, mesmo com a possibilidade levantada de uma possível saída, depois de conversas com a direção e com o técnico Dieter Hecking, deixando a entender que esta poderia ser sua última temporada pelo clube, o qual defende há dez anos. Mesmo não alcançando o nível de outrora, Patrick Herrmann tem atributos mais interessantes a oferecer em detrimento a Fabian Johnson, que também convive com lesões, e Jonas Hofmann, por exemplo, sem falar em Ibo Traoré – por conta dos seguidos problemas musculares. O meia-atacante coleciona 272 aparições com a camisa dos Potros, com 42 gols e 45 assistências.

Oscar Wendt – O lateral sueco, experiente e um dos líderes do grupo, já apresentou um nível muito melhor de seu futebol, há alguns anos, e atualmente deixa a desejar em alguns momentos, por esse motivo o clube já encontrou seu sucessor, o jovem Andreas Poulsen, contratado na atual janela, para eventualmente substituir o sueco, que tem grandes chances de retornar ao seu país ou até mesmo para o seu antigo clube, o Copenhagen, algo que o  jogador ponderou antes de estender seu vínculo na última ocasião, quando declarou amor ao clube de Mönchengladbach. A permanência de Wendt poderia ser condicionada a uma maior preparação do jovem Poulsen, até mesmo no banco de reservas, ao menos por uma temporada, seria válido no desenvolvimento do dinamarquês. A saída do sueco, na conjuntura atual, não seria tão impactante, no entanto.

Josip Drmic – Até pouco tempo, nem se cogitaria o nome do centroavante suíço no clube para qualquer tipo de pensamento positivo, no entanto Drmic, através de muito trabalho e esforço, apresentou significativa melhora em seu futebol no final da temporada passada – premiado com a convocação para a Copa do Mundo, onde também teve boa participação. A renovação do suíço, todavia, não seria uma prioridade tendo em vista as opções existentes, principalmente após a chegada de Alassana Pléa. Raffael, também em fim de contrato, seria muito mais útil ao clube, mesmo que na condição de suplente. Além disso, o clube conta com o jovem Julio Villalba, que pouco atuou, Torben Müsel, recém-contratado e os jogadores promissores na equipe sub-23, como Steinkötter.

Tobias Sippel – O arqueiro, suplente de Sommer, sempre correspondeu quando atuou, no entanto, pensando no futuro, promover o jovem Moritz Nicolas ao posto de 2º goleiro da equipe parece mais interessante do que manter dois goleiros da mesma idade. O ideal seria preparar o jovem Nicolas para suceder Yann Sommer na meta dos Potros.

Florian Mayer – Menos conhecido entre os citados, Mayer realizou sua estreia profissional na temporada passada diante do Mainz 05, durante 18 minutos, além de ter ficado no banco de reservas em sete oportunidades. Atuando preferencialmente pela equipe II, uma renovação de contrato poderia ser importante, tendo em vista que o clube não dispõe de muitos zagueiros no momento.

E aí torcedor Potro, com quem você renovaria?

Um comentário

  1. My tuгn, my tսrn.? Larry mentioned eagerly wiggling to get a chance
    to talҝ. ?I believe the perfect factor about Goԁ is that he can beat
    up tһe deviⅼ as a result of the satan is horrifying and imply
    ɑnd ugly and dangerous and God can beat him up so the devil can?t harm us like he did
    these demon crammed people in Jesus day.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s