Gladbach persiste, mudanças surtem efeito e equipe mantém vice-liderança ao superar Stuttgart

home
Foto: Divulgação/Bundesliga

Almejando o topo da tabela, o Borussia Mönchengladbach entrou em campo nesse domingo (9) no encerramento da 14ª rodada da Bundesliga, diante do Stuttgart, no Borussia-Park. Como de costume, os Potros venceram mais uma atuando como mandante – sete vitórias em sete jogos, dessa vez por 3 a 0, com participação fundamental do treinador Dieter Hecking. Os gols foram anotados por Raffael, Florian Neuhaus e Pavard, contra.

O resultado foi suficiente para manter os Foals na vice-liderança da Bundesliga com 29 pontos, a sete do líder Borussia Dortmund. O próximo desafio dos comandados de Dieter Hecking será contra o Hoffenheim, fora de casa – palco de uma das melhores (e únicas) boas atuações na temporada passada.

Com algumas modificações, o Gladbach foi a campo com Alassane Pléa no comando de ataque devido a presença de Ibrahima Traoré na equipe titular, deixando o capitão Lars Stindl no meio-campo, exercendo a função habitualmente desempenhada por Jonas Hofmann – lesionado no momento. A outra alteração foi a entrada de Denis Zakaria no faixa central do meio, na vaga de Neuhaus, que seria fundamental na etapa complementar.

Apesar da campanha ruim do Stuttgart, os Suábios tiveram boa atuação na etapa inicial, equilibrando as ações da partida. A primeira chance, contudo, aconteceu em jogada construída pelo time da casa, através de Alassane Pléa, que forçou Zieler a realizar uma excelente defesa. Momentos depois, o francês voltaria a aparecer, no entanto, de forma negativa, pois o atacante completou finalização de Michael Lang, que fatalmente entraria – e o francês estava em posição irregular. Mario Gomez, pelo lado dos visitantes, incomodou em boa oportunidade, defendida por Yann Sommer.

O resultado, ao intervalo, permaneceu inalterado, como previsto por Dieter Hecking na entrevista coletiva que precedeu o confronto. Pacientemente, os Potros seguiram tentando, mas sem muita eficiência. Sendo assim, o comandante resolveu promover alterações que se tornariam certeiras, diante do bom momento vivido pelos Suábios nos primeiros minutos da etapa complementar. Raffael e Floriam Neuhaus entraram nas vagas de Zakaria e Pléa – gerando algum desconforto da torcida, insatisfeita com as opções feitas.

O resultado? Praticamente imediato: depois de ter desperdiçado uma chance inacreditável, o brasileiro Raffael recebeu cruzamento preciso de Neuhaus e cabeceou para o fundo das redes. O meio-campista, líder de assistências da liga – ao lado de Haller – finalmente anotou seu primeiro tento na competição, depois de uma excelente jogada construída pelo ataque dos Potros. O volante foi assistido por Thorgan Hazard e finalizou com categoria para ampliar a vantagem.

Perto do fim, o Borussia ainda teve tempo de anotar mais um tento, dessa vez com Pavard, que cortou de forma equivocada um cruzamento de Lars Stindl e ainda se lesionou no lance em questão, deixando a equipe com nove jogadores – Thommy havia sido expulso momentos antes.

Sommer (7), Lang (7), Elvedi (7,5), Jantschke (7), Wendt (7); Strobl (7,5), Zakaria (6,5)/Neuhaus (8), Stindl (6,5); Traoré (6,5), Hazard (7,5), Pléa (7)/Raffael (8).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: