SOMMERTIME! Com grande atuação do arqueiro suíço, Borussia Mönchengladbach assegura resultado importante diante do Hoffenheim

sommer
Foto: Divulgação/Bundesliga

Realizando uma excelente temporada, o Borussia Mönchengladbach entrou em campo nesse sábado (15), pela 15ª rodada da Bundesliga, fora de casa, diante do Hoffenheim, em um confronto historicamente muito agitado e não foi diferente disso, apesar do 0 a 0 no placar.

O resultado foi suficiente para manter o Borussia na vice-liderança da competição, agora com 30 a pontos, a frente do Bayern de Munique pelo saldo de gols. Na próxima rodada, última como mandante antes do Winter break, os Potros recebem o ameaçado Nuremberg – visando a manutenção do aproveitamento impecável no Borussia-Park. O duelo será realizado na terça-feira (18), às 15h30.

46 gols anotados nos últimos dez jogos entre as equipes, um indicativo claro de um jogo extremamente movimentado e de cunho ofensivo – de acordo com o estilo de jogo praticado por ambas as equipes. Apesar de tudo isso, o placar se manteve inalterado, muito graças a excelente atuação dos auxiliares de arbitragem e do VAR. No total, três tentos foram anulados por impedimento, sendo dois do Hoffenheim e um do Gladbach – este anotado por Hazard.

Em linhas gerais, os donos da casa dominaram as ações na etapa inicial e o Gladbach, em contrapartida, pouco ofereceu. O jogo coletivo como um todo inexistiu, logo não há um culpado específico para a atuação ruim da equipe, uma vez que nenhuma das peças funcionaram. O meio-campo formado por Strobl, Neuhaus (apagado) e Cuisance – que pela primeira vez foi titular, não funcionou. As infiltrações de Neuhaus sequer foram vistas na partida, assim como uma participação efetiva de Cuisance no meio, todas devidamente anuladas.

Com alguns desfalques importantes, o Borussia também se viu sem a presença de Tony Jantschke, vetado antes da partida, por problemas musculares. Na vaga do antigo capitão, apareceu o jovem Jordan Beyer, depois de algum tempo, dessa vez assumindo a condição de zagueiro, e realizando uma excelente partida, ao lado do goleiro Yann Sommer, inquestionavelmente o melhor em campo.

Longe de uma exibição segura ou até mesmo razoável, os Foals contaram com muita sorte ao longo de toda partida – bola na trave, gols anulados e defesas impressionantes de Sommer, inclusive uma no último lance da partida, fundamental para garantir o empate. Ademais, o time ainda perdeu o brasileiro Raffael, que havia acabado de entrar, e após choque com o também brasileiro Joelinton, teve de sair de campo, provavelmente com uma fratura na clavícula, deixando os Potros com um jogador a menos nos minutos finais da partida.

Sommer (8,5), Lang (6,5), Beyer (7,5), Elvedi (7,5), Wendt (7,5); Strobl (6,5), Cuisance (6), Neuhaus (6); Hazard (6), Stindl (6), Pléa (6)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s