Faltou coragem: Gladbach atua bem defensivamente, mas peca no ataque, cai diante do Borussia Dortmund e finaliza ótimo 1º turno

bvb
Foto: Divulgação/Bundesliga

No confronto mais aguardado do 1º turno, o Gladbach visitou o Borussia Dortmund nesta sexta-feira (21), em jogo de abertura da 17ª rodada da Bundesliga, no Signal Iduna Park. Bem desfalcado, os Potros foram incapazes, mais uma vez, de superar os Aurinegros, e foram novamente derrotados, dessas por vez por 2 a 1, com tentos Sancho e Reus – para variar – e Kramer diminuiu.

Com o resultado, os Foals fatalmente terminarão a primeira metade da temporada em 2º ou 3º lugar, dependendo do resultado do Bayern de Munique, que entra em campo nesse sábado (22).

Como de costume, o Borussia Dortmund iniciou o confronto em grande intensidade, mas o Gladbach conseguiu se portar bem, defendendo de forma eficiente, mesmo bastante desfalcado no setor defensivo, assim como na parte ofensiva. A sustentação defensivamente se mostrava certeira para o confronto até um erro do jovem Jordan Beyer, que cortou bem a marcação na faixa central do meio-campo, todavia errou o passe, gerando conra-ataque letal dos mandantes, culminando no gol de Sancho. De forma inesperada, no entanto, o Gladbach alcançou o empate no último momento da etapa inicial, após jogada iniciada por Herrmann e posteriormente concluída por Christoph Kramer – que contou com toque em seu próprio braço para igualar o marcador. O tento foi validado pelo VAR.

Na etapa complementar os Potros prosseguiram com uma enorme quantidade de erros nos passes, principalmente depois das recuperações de bola. O time defendia de forma corajosa e efusiva = e falha miseravelmente nas saídas de jogo, deixando o trio de ataque, principalmente, sem qualquer participação efetiva na partida. Por fim, como de costume, Marco Reus anotou o segundo tempo dos Aurinegros – em lance duvidoso, em falta negligenciada em Alassane Pléa na origem do lance.

Sem criatividade alguma, o Borussia não encontrou formas de buscar o empate e acabou apenas observando o tempo passar – além de mais erros bobos de passe. Florian Neuhaus, por exemplo, que é um dos destaques da temporada, teve uma atuação bem aquém.

Apesar do resultado ruim – e esperado – o Gladbach alcançou sua melhor primeira metade de temporada em 40 anos.

Sommer (7), Johnson (6,5), Beyer (5,5), Strobl (6), Wendt (6); Kramer (6), Neuhaus (5,5), Zakaria (6); Hazard (5,5), Herrmann (6), Pléa (5,5).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s