Retorno à Champions League? O que esperar do Borussia Mönchengladbach no returno da Bundesliga

th
Foto: Divulgação/Bundeliga

Depois de uma excelente campanha na primeira metade da temporada – a melhor em 40 anos – o Gladbach agora retoma o foco para a parte final de sua temporada, focado somente na Bundesliga, uma vez que se viu fora da DFB Pokal após derrota humilhante para o Bayer Leverkusen.

Impecável como mandante – única equipe 100% até o momento – o Gladbach ainda sofre como visitante, tendo uma campanha somente razoável longe do Borussia-Park, algo que deve ser observado pela comissão técnica. O objetivo é claro: voltar as competições europeias, e, devido a campanha fantástica do 1º turno, prioritariamente à Champions League.

Borussia Mönchengladbach pode sonhar com título da Bundesliga?

Alguns jogadores se sobressaíram na coletividade do Borussia, tal como Jonas Hofmann, bastante contestado anteriormente, tornou-se peça fundamental do 4-3-3 adotado por Dieter Hecking, atuando como uma “espécie” de meio-campista flutuante, dando ritmo a construção de jogo da equipe. Outras peças também se mostraram importantíssimas ao longo da campanha, como por exemplo, o jovem Florian Neuhaus – um dos destaques da Bundesliga. Contratações pontuais como Michael Lang e Alassane Pléa também tiveram impacto fundamental no funcionamento da equipe – sem esquecer dos antigos integrantes que sobressaíram: Sommer, Elvedi e Ginter, o último selecionado em algumas das seleções do Hinrunde (1º turno) da Bundesliga.

Com aproveitamento até então perfeito, Borussia Mönchengladbach volta a transformar Borussia-Park em sua fortaleza

Ademais, alguns aspectos negativos ou passíveis de melhora ainda devem ser trabalhados, a parte do desempenho fora de casa, como a presença de Lars Stindl na equipe titular, fato que prejudicou o desempenho do francês Alassane Pléa – deslocado para a ponta com a presença do capitão dos Foals. Outros jogadores destoaram ou tiveram poucos minutos, casos específicos de Wendt (destoou) e Cuisance, Herrmann e Bénes, que pouco jogaram.

Indefinições…

Sobre o futuro de alguns jogadores, maioria deles em final de contrato, o diretor esportivo Max Eberl falou abertamente ao site oficial do clube em relação a situação de cada um:

…Herrmann: “Entendo a insatisfação de Patrick, mas ele segue dando seu máximo e é um jogador importante para nós. Ele também não externou o desejo de sair. Estimo em 80-90% a possibilidade de ele continuar no elenco pro 2º turno”, afirmou Eberl

…Thorgan Hazard: “Não existe nenhuma oferta por ele nesse inverno. Falei com o pai dele (representante) em novembro o desejo de renovar, mas o jogador falou para esperar o término da temporada. Thorgan se sente confortável aqui e espero que nossa história continue”

…Raffael: “Desejamos renovar com ele e já informamos o agente. É normal para um jogador mais velho conversar sobre um termo curto de contrato, mas nos comunicamos de maneira aberta e honesta. Raffael se sente bem aqui e creio que chegaremos a um acordo”

…Josip Drmic: ‘’Ele faz parte do elenco e tem meio ano de contrato. Não há nenhuma requisição específica sobre ele. Josip deve tomar sua própria decisão para que o clube possa auxiliar. Atualmente é o jogador mais distante do elenco (18 jogadores p/jogo), mas avisamos isso a ele no início da temporada”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: