Borussia Mönchengladbach volta a lutar no topo da Bundesliga: qual a contribuição do técnico Dieter Hecking?

dieter
Foto: Divulgação/Bild

Não tão querido assim pelos torcedores dos Potros, o treinador Dieter Hecking realizou mudanças significativas no clube e merece reconhecimento por suas ações. O Borussia Mönchengladbach voltou a lutar na parte mais alta da tabela da elite alemã e isso não é um mero acaso…

Depois de duas temporadas turbulentas e algumas dúvidas sobre o futuro no clube, o comandante Dieter Hecking, por fim, assinou uma extensão de contrato com o clube, ligando-o aos Potros até junho/2020, mas o que fez com que o clube chegasse a conclusão de que foi uma decisão acertada? Normalmente atrelado ao seu tradicional 4-4-2, o ex-técnico do Wolfsburg promoveu mudanças que trouxeram resultados importantes ao clube na atual campanha.

Buscando maior ímpeto ofensivo e ligação a história do clube, Hecking optou pelo 4-3-3 como formação base para a temporada, e, até aqui, provou-se ser um sucesso com inúmeras escolhas certeiras. Na zaga, por exemplo, o jovem suíço Nico Elvedi alcançou um rápido amadurecimento e crescimento em seu jogo ao ser deslocado para o centro da defesa, fazendo dupla com Matthias Ginter, após a saída de Vestergaard. Logo a frente, uma mudança que exige comando: Christoph Kramer, campeão do mundo e contratado a peso de ouro, perdeu a vaga para o combativo Tobias Strobl, que tem Florian Neuhaus e Jonas Hofmann como companheiros na faixa central – duas gratas surpresas da temporada.

Neuhaus, em sua primeira temporada, agarrou bem a oportunidade e logo assumiu a titularidade, e vem colecionando ótimos números, estando presente entre os líderes de assistências da Bundesliga, tal como Jonas Hofmann, que enfim achou sua posição ideal dentro do clube, atuando numa espécie de meio-campista box-to-box (responsável por defender e auxiliar na transição defesa-ataque). Essas mudanças, todas executadas por Hecking na atual temporada, fizeram com que o desempenho da equipe crescesse vertiginosamente – alcançando o melhor resultado do Hinrunde (1º turno) em 40 anos.

No comando de ataque, Thorgan Hazard, destaque na campanha passada, aparece ainda melhor na atual temporada, praticamente superando os números alcançados na instável jornada 2017-2018. Próximo ao gol, mas atuando preferencialmente pela ponta esquerda, o belga elevou ainda mais o nível – na temporada passada, em algumas oportunidades, atuou como o segundo atacante no 4-4-2, tirando-o de seu melhor posicionamento.

Com todas essas mudanças, o comandante Dieter Hecking, silenciosamente, vem provando seu valor ao longo de toda temporada e dessa forma o Borussia tem a grande oportunidade de retomar às competições europeias na próxima temporada.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: