Sem repertório, Borussia Mönchengladbach sucumbe diante do frágil Stuttgart

Foto: Divulgação/Borussia

Os resultados da rodada ajudaram, mas o Borussia Mönchengladbach entrou em campo neste sábado (27) para passar outra vergonha na Bundesliga, dessa vez diante do Stuttgart, em jogo válido pela 31ª rodada da elite alemã. Ameaçados do rebaixamento, os Suábios venceram por 1 a 0, gol anotado por Donis, aproveitando falha de Nico Elvedi.

O rumo do confronto até poderia ter sido diferente, não fosse o egoísmo e a imprecisão de Alassane Pléa, que teve uma oportunidade de ouro logo nos primeiros minutos da partida, quando recebeu e partiu em progressão, sozinho, por aproximadamente 20 metros, e ainda assim conseguiu finalizar em cima do goleiro Ron-Robert Zieler – o francês ainda tinha a opção de assistir outros dois companheiros, que passavam livres a esquerda.

Desorganizado e brigando para evitar o descenso, o Stuttgart não faria algo diferente a não ser se lançar ao ataque, deixando a partida totalmente aberta e em uma “trocação direta” entre as equipes. De toda forma, o 1º tempo terminou sem gols – e o Borussia ainda havia desperdiçado outra chance incrível, agora com Jonas Hofmann, incapaz de finalizar uma boa jogada tramada.

Esperava-se, que para a etapa complementar, uma boa no vestiário bastasse, visando um ajuste da equipe e uma chegada mais letal ao ataque, no entanto, foi justamente o contrário. Perdido em campo, o Borussia seguiu sem ideias, e após falha individual de Nico Elvedi, que cabeceou para trás, o atacante Donis aproveitou e finalizou cruzado, abrindo o marcador.

Dieter Hecking, inoperante, resolveu mudar somente após o gol, e de forma equivocada. O comandante colocou o sueco Wendt em campo, para fazer a ala esquerda, o que, em tese, recolocaria Thorgan Hazard no meio, algo que deveria ter sido feito desde o início do jogo. Precipitado ou sabe-se lá qual a reação de Hecking, a configuração tática virou uma bagunça, Herrmann virou um lateral direito, Zakaria praticamente um zagueiro e as coisas simplesmente não funcionaram.

Por fim, os Potros ainda tinham uma alteração a fazer, e o treinador errou novamente, ao lançar Cuisance, mesmo tendo Josip Drmic no banco – o suíço não tem qualidade suficiente para estar no elenco, mas era o único atacante disponível e as condições do jogo pediam a entrada do atacante. Sem força, sem alma e sem ideias, o Gladbach sequer conseguiu construir qualquer ameaça no final da partida, mesmo no abafa.

Um comentário em “Sem repertório, Borussia Mönchengladbach sucumbe diante do frágil Stuttgart

Adicione o seu

Deixe uma resposta para Paulo João Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

<span>%d</span> blogueiros gostam disto: