Borussia Mönchengladbach tem outra atuação sofrível, mas Josip Drmic busca inesperado empate diante do Hoffenheim

Foto: Divugalçao/GettyImages

A fase definitivamente não era boa, mas depois de mais uma exibição pobre diante do ameaçado Stuttgart, esperava-se que algo pior não poderia ser visto, mas o Borussia Mönchengladbach conseguiu superar as expectativas, e por pura sorte, não acabou derrotado diante do Hoffenheim, neste sábado (4), em jogo válido pela 32ª rodada da Bundesliga. Apesar da imensa superioridade dos visitantes, os Foals ainda saíram com o empate por 2 a 2 – tentos anotados por Ginter e Josip Drmic, enquanto Kaderabek e Amiri fizeram pelos visitantes.

O resultado ainda mantém o Borussia Mönchengladbach na 5ª colocação da Bundesliga, mas a situação não é muito animadora, tendo em vista que os adversários abaixo estão iguais ou separados por poucos pontos na tabela, além das péssimas atuações dos Potros nas últimas rodadas.

Apesar do fracasso em Stuttgart na rodada anterior, o técnico Dieter Hecking não alterou o sistema tático, insistindo no inoperante 3-5-2 aplicado pelo treinador há cinco rodadas. Kramer, ausente por suspensão, deu vaga a Jantschke, que formou trio de zaga com Elvedi e Ginter, enquanto Strobl, antes nessa posição, foi deslocado para a contenção do meio-campo. Além disso, o sueco Oscar Wendt retornou a equipe titular, fazendo com que Thorgan Hazard atuasse como atacante.

Todas essas opções foram um desastre durante a partida, especialmente a presença de Wendt na esquerda, completamente perdido – ainda mais nas bolas paradas, perdendo todas as disputas. Totalmente descompactado e pouco enérgico, o Borussia dependeu única e exclusivamente do goleiro Yann Sommer na etapa inicial – o suíço realizou inúmeras intervenções, mas foi incapaz de impedir com que o Hoffenheim saísse em vantagem na etapa inicial. Kaderabek, em cabeçada certeira, aproveitou cruzamento de um escanteio e inaugurou o marcador no Borussia-Park, que contava com uma torcida totalmente impaciente com a passividade apresentada pelo time, vaiando a equipe.

De volta para a etapa complementar, o comandante Dieter Hecking promoveu de cara duas alterações: Jordan Beyer e Ibo Traoré nas vagas de Jantschke e Herrmann, respetivamente. A presença do jovem prata da casa deu algum ímpeto a torcida, que vibrava a cada participação do defensor, enquanto Traoré, sempre proativo, tentava incessantemente criar jogadas pelo lado direito de ataque dos Foals. Ainda assim, o Gladbach permitia inúmeras chegadas dos visitantes, que não marcavam por pura incompetência, dando margem ao fator sorte, o qual foi suficiente para o empate, através de Ginter, dentro da área, completar para as redes, como um centroavante.

A igualdade no marcador não durou muito, pois Amiri, que acabara de entrar, voltou a colocar a equipe comandada por Julian Nagelsmann a frente do placar. Como último suspiro de esperança, Hecking promoveu a entrada de Josip Drmic – e o suíço não decepcionou. Apenas dois minutos depois de sua entrada, o centroavante anotou um belo gol, igualando novamente o placar no Borussia-Park e evitando outro revés.

Aproveite e siga-nos também no Instagram: @GladbachBR

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s