Balanço da temporada: Borussia Mönchengladbach

Borussia Mönchengladbach

5ª posição – 34 jogos, 16 vitórias, 7 empates e 11 derrotas. 55 gols feitos, 42 gols sofridos

Time-base: Sommer, Lang, Ginter, Elvedi, Wendt; Kramer, Zakaria (Hofmann), Neuhaus; Hazard, Pléa e Stindl

Treinador: Dieter Hecking

Destaque: Yann Sommer, goleiro

Artilheiro: Alassane Pléa, 12 gols

Garçom: Thorgan Hazard, 11 assistências

Decepção: Lars Stindl, atacante

Expectativa: Uefa Europa League

Contratação da temporada: Alassane Pléa, atacante

Revelação da temporada: Florian Neuhaus, volante

Surpresa da temporada: Jordan Beyer, lateral

Depois de duas temporadas medíocres, ambas finalizadas na 9ª colocação, o Borussia Mönchengladbach tinha como objetivo principal o retorno as competições europeias, e após bom investimento para alcançar o objetivo traçado, fica a frustração, uma vez que os Potros, durante quase todo campeonato, figuraram entre os primeiros colocados, o que daria uma vaga na próxima edição da Uefa Champions League, status perdido na última rodada da competição, após um 2º turno pífio por parte dos comandados de Dieter Hecking.

Na primeira parte da temporada, o Gladbach retomou o futebol habitual, com ofensividade e transições extremamente rápidas, desempenho que foi suficiente para até sonhar com o título da Bundesliga – a performance foi a melhor desde a última conquista da salva de prata, em 76-77. O retorno da pausa de inverno até empolgou a torcida, com três triunfos em três partidas, chegando até a vice-liderança da competição. Após a 20ª rodada da competição, o desempenho despencou, e o Borussia esteve próximo de desperdiçar todo o bom trabalho do 1º turno, mas graças a um ressurgimento improvável do centroavante suíço Josip Drmic, conseguiu ao menos assegurar a 5ª colocação, garantindo presença na Uefa Europa League 19-20.

Ao longo de toda campanha, alguns jogadores tiveram grande destaque. O goleiro Yann Sommer, por exemplo, teve atuações de altíssimo nível durante toda temporada e certamente será escolhido como o melhor jogador da temporada pelos torcedores. Além do suíço, Thorgan Hazard e Florian Neuhaus tiveram desempenhos destacáveis, essencialmente no 1º turno da Bundesliga. Na segunda parte, já em declínio, o meio-campista Denis Zakaria assegurou presença certa no time titular e teve grandes atuações – deve ser peça fundamental no esquema tático de Marco Rose, novo treinador dos Potros, devido ao estilo de jogo. Vale-se ressaltar, também, o jovem Jordan Beyer, surpresa da temporada e com grande potencial.

Naturalmente, com o anúncio e apresentação do novo treinador, Marco Rose, as expectativas são grandes em Mönchengladbach, principalmente no retorno do bom futebol praticado pelo clube, agora com um treinador com DNA ofensivo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s