Borussia Mönchengladbah vs Köln, o ‘Rhein derby’ – uma das maiores rivalidades do futebol alemão

Foto: Divulgação/Kicker

Existe uma enorme rivalidade entre o Borussia Mönchengladbach e FC Köln – o Rheinderby, ou Derby do Rio Reno, em tradução para o português. A intensa rivalidade entre os clubes teve sua “faísca” em 1964, quando o até então treinador do Köln, Hennes Weisweiler, trocou o clube pelo Borussia.

Hennes Weisweiler, nome popular dentro da história do Borussia Mönchengladbach, é figura mitológica nos dois clubes, o mascote do Köln, por exemplo, tem o nome de Hennes, em homenagem ao antigo treinador do clube, enquanto o Borussia venera o treinador como “técnico do século” – o estádio Borussia-Park está localizado no endereço Hennes-Weisweiler-Allee em homenagem ao ex-técnico.

Em agosto de 1970, o bode Hennes II foi encontrado morto por causas não naturais, levantando suspeitas de torcedores do Colônia sobre o caso – a hipótese é de que os torcedores do Gladbach envenenaram o mascote do clube arquirrival. Alguns jogadores e membros importantes do futebol alemão chegam a considerar o Rheinderby como o maior clássico do país, a frente até do Revierderby, confronto entre Borussia Dortmund e Schalke 04.

Apesar da força esportiva do Colônia, um dos clubes fundadores da Bundesliga e primeiros campeões, o Borussia rapidamente diminuiu a distância entre os clubes, assegurando cinco conquistas entre 69-70 até 77-78, enquanto o Köln levantou a salva de prata em uma oportunidade e o Bayern de Munique ficou com os outros três títulos da década. A temporada 77-78, por exemplo, fica em evidência na relação da rivalidade entre os clubes, pois apesar do triunfo do Borussia por 12 a 0 diante do Dortmund – maior vitória da história da Bundesliga – o título da competição ficou com o arquirrival dos Potros, devido a diferença no saldo de gols (+45 vs +42). Ademais, os Bodes estavam novamente sob o comando de Hennes Weisweiler, enquanto Udo Lattek comandava os Foals.

O Borussia, no entanto, conseguiu se sobressair diante do seu maior rival em uma disputa direta, na final da DFB Pokal em 1973, vencida pelos Die Fohlen por 2 a 1, com tento de Günter Netzer, figura lendária da história dos Potros, naquele que seria o último jogo dele no clube, antes de se transferir para o Real Madrid. Netzer, que jogava como meia criativo, é considerado um dos melhores meio-campistas de todos os tempos e além disso, apresentava características naturais de um líder.

Nenhum dos dois clubes voltaram a conquistar a Bundesliga desde a temporada 77-78, mas a rivalidade entre os clubes e as torcidas permaneceu intensa e severa, inclusive com vários casos de vandalismo e violência entre os torcedores. Dentro de campo, a supremacia do Borussia Mönchengladbach diante do Köln é avassaladora – são 57 vitórias, 22 empates e 36 derrotas, com índice de 49,6% de vitória a favor do Borussia.

Granit Xhaka anotou um ‘late winner’ diante do Köln em 2015, ‘explodindo’ o Borussia-Park no triunfo por 1 a 0 (Foto: Divulgação/Express)

A diferença é tão evidente que o Gladbach possui superioridade até mesmo atuando fora de casa – 25 triunfos do Borussia, 11 empates e 20 derrotas. O Colônia figura como a equipe que os Foals mais venceram na história da Bundesliga, com 50 vitórias em 90 partidas disputadas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

<span>%d</span> blogueiros gostam disto: