Tudo sobre Borussia Mönchengladbach vs Augsburg, pela 7ª rodada da Bundesliga

Foto: Divulgação/Vnreview

Depois de alcançar uma excelente sequência na Bundesliga – são três triunfos consecutivos – o Borussia Mönchengladbach retorna ao Borussia-Park, nesse domingo (6), às 8h30 para encarar o Augsburg, em jogo válido pela 7ª rodada da Bundesliga. Os Foals passaram por um longo jejum até retomar o caminho das vitórias como mandante, algo que ocorreu diante do Fortuna Düsseldorf há duas rodadas –  agora a equipe almeja ser novamente imponente dentro de seus domínios.

No histórico geral do confronto, o Augsburg leva vantagem com cinco triunfos contra quatro do Borussia, além de sete empates – todos resultados positivos do Borussia aconteceram fora de casa, até o momento, não houve sequer um triunfo dos DieFohlen fora de casa nesse embate. Olhando pela perspectiva positiva, o Borussia está invicto nos últimos quatro jogos como mandante diante do Augsburg – foram três vitórias e um empate.

O Augsburg, por outro lado, segue na descendente. A equipe conquistou somente uma vitória nos últimos 11 compromissos válidos pela Bundesliga, apenas diante do Frankfurt, na 4ª rodada da atual campanha da elite alemã, por 2 a 1. Ademais, o Augsburg aparece como a segunda piro equipe visitante na atual temporada, tendo conquistado apenas um ponto longe de seus domínios e com vários problemas defensivos – nove gols sofridos fora de casa, dentro dos expressivos 14 gols já levados.

Em relação a equipe do Gladbach, não há certeza sobre a escalação, mas o técnico Marco Rose deixou indícios sobre uma possível rotação: “László Bénes está de volta aos treinamentos de forma integral – ele está apto e ainda temos boas opções no banco. Penso que trazer ‘pernas frescas’ será importante, especialmente porque o Augsburg atua em um altíssimo nível físico. Eles gostam de pressionar alto no campo, será um jogo intenso”, analisou o comandante.

Por fim, Rose falou sobre o atual progresso da equipe: “Estamos dando passos para frente, mas em alguns momentos, para trás. Por exemplo, no jogo contra o Basaksehir, o primeiro tempo foi um passo adiante, mas a etapa complementar foi um passo para trás. Se você considerar o desenvolvimento todo do time e como estamos desempenhando, é evidente que temos sinais claros de progresso”, finalizou.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s