Borussia Mönchengladbach 12 vs 0 Dortmund: a história da maior goleada da Bundesliga – e ainda assim insuficiente para os Potros

Foto: Divulgação/Welt

O retrospecto recente do Borussia Mönchengladbach diante do Dortmund é terrível, mas os Potros podem se vangloriar pela marca de maior goleada da história da Bundesliga, em um triunfo por 12 a 0 – o confronto aconteceu na rodada final da temporada 77-78 da Bundeslgia.

Depois de conquistar o tricampeonato consecutivo da elite alemã (entre 1974 e 1977), o Borussia disputara novamente a salva de prata, nessa oportunidade contra o seu maior rival, o Köln. No último jogo da temporada, os Foals entraram em campo e humilharam os aurinegros, vencendo por 12 a 0 – Jupp Heynckes 5x, Nielsen 2x, Del’Haye 2x, Wimmer, Kulik e Lienen anotaram os tentos do Borussia, que mesmo com o resultado expressivo, não conseguiu superar a diferença para o seu maior rival – O Colônia superou o St.Pauli por 5 a 0 e conquistou a Bundesliga pelo saldos de gols, com três tentos a mais que os Die Fohlen.

No intervalo da partida, o placar já estava 6-0 para o Gladbach e o então técnico do Dortmund, Otto Rehhagel discursou no intervalo, pedindo aos jogadores que atuassem pela honra – nenhum jogador do banco de reservas quis entrar em campo. Até mesmo o goleiro Endrulat, normalmente reserva, estava como titular e decidiu não ser substituído, algo que o arqueiro se arrependeu posteriormente: “Quando eu penso naquele dia, percebo que deveria ter deixado o campo no intervalo – Horst Bertram (o outro goleiro) teria levado os seis gols no meu lugar. A maioria das pessoas esquecem que realizei várias defesas, pelo menos aquelas que eram possíveis de serem defendidas”, analisou o antigo goleiro dos aurinegros.

Já na etapa final, com o placar em 8 a 0, o então técnico do Dortmund voltou a chamar um jogador para entrar, que novamente se recusou a entrar em campo: “Treinador, você realmente acha que eu possa fazer a diferença pra mudar o jogo?”, questionou o atleta Sigfrield Held no aquecimento. Nem mesmo os jogadores do Gladbach acreditavam no placar ou que precisariam de ainda mais gols para superar o rival Köln.

Jupp Heynckes (celebrando) comemora um de seus cinco gols (Foto: Divulgação/Welt)

Os jogadores do banco ficavam gritando que precisávamos de mais três gols (quando o placar estava 9-0) e eu respondi: ‘vocês estão loucos?’”, indagou Jupp Heynckes. O Borussia até fez os três gols, mas o Colônia também, sendo assim, o título da Bundesliga ficou com os bodes, que novamente estavam sob o comando de Hennes Weisweiler, figura histórica de ambos os clubes.

Rehhagel foi demitido um dia após o massacre imposto pelo Gladbach e todos jogadores foram multados pelo desempenho vexatório e até mesmo o goleiro Toni Schumacher, do Köln, ficou ‘enojado’ com a atuação do Dortmund, mas ainda assim feliz pela conquista do título no fim.

Os relatos foram retirados dos portais Freunde, Rheinische Post e Des Westen

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: