Coadjuvantes decidem, Sommer pega até pênalti, Gladbach supera Werder e abre vantagem no topo da Bundesliga

Foto: Divulgação/Borussia

Aproveitando o excelente momento, o Borussia Mönchengladbach alcançou outro triunfo na Bundesliga, dessa vez diante do Werder Bremen, por 3 a 1, neste domingo (10), em jogo válido pela 11ª rodada da elite do futebol alemão. Bensebaini e Herrmann, duas vezes, anotaram para os Potros, enquanto Leo Bittencourt anotou o gol de honra dos visitantes.

O triunfo foi suficiente para manter o Gladbach na liderança da Bundesliga, com 25 pontos, e agora, com uma vantagem maior em relação ao Leipzig, vice-líder, com 21 pontos. O Borussia aproveita, agora, um descanso merecido na data Fifa.

Com o retorno de Alassane Pléa ao time titular e alguns lesionados no banco, em recuperação, caso do brasileiro Raffael, o Borussia foi a campo com a escalação base da temporada, realizando apenas algumas mudanças, no processo natural de rotação. E um dos ‘sortudos’, Bensebaini, titular na partida, abriu o placar para o Borussia, de cabeça, após receber um excelente cruzamento de László Bénes em cobrança de falta lateral – mostrando e reforçando toda qualidade do eslovaco nas bolas paradas.

Antes e depois de abrir o placar, o Borussia pressionava e criava chances – Thuram, antes do minuto inicial, desperdiçou uma chance incrível de abrir o placar. No outro lado do campo, brilhava a estrela do goleiro Yann Sommer, executando excelentes intervenções, especialmente em finalizações de Milot Rashica, destaque dos Papagaios. Logo após inaugurar o marcador, o Borussia logo dobrou a vantagem – Matthias Ginter, como um quarterbacker, fez um excelente lançamento da defesa, Thuram tirou de Pavlenka e a bola sobrou para Patrick Herrmann, que com categoria, colocou no fundo das redes.

Os visitantes até chegaram a diminuir, mas o VAR interveio de forma correta, apontando falta em Denis Zakaria na construção da jogada – situação negligenciada pelo fraco Tobias Stieler no ato da jogada. O árbitro voltaria a aparecer na partida, já na etapa complementar, marcando uma penalidade extremamente suspeita a favor do Werder, no entanto, de forma espetacular, o arqueiro Yann Sommer, com os pés, salvou a cobrança de Klaassen – essa foi apenas a segunda defesa de pênalti do suíço em 25 penalidades contra.

Seguindo com a boa produtividade ofensiva, o Borussia seguiu criando chances até finalmente chegar ao terceiro gol, novamente através de Patrick Herrmann – o Flaco seguiu progredindo com a bola e não foi incomodado pela defesa, e o ponta não hesitou em bater cruzado, com força, aumentando a vantagem dos Foals. Com a vitória praticamente assegurada, o Gladbach controlou a posse de bola e ainda teve oportunidades de marcar, parando em boas defesas de Pavlenka. Por fim, após uma entrada desnecessária e dura, Bensebaini recebeu o segundo cartão amarelo e foi devidamente expulso.

Aproveitamento o espaço deixado por aquele lado, o teuto-brasileiro Leo Bittencourt, no último lance da partida, anotou um belíssimo gol de esquerda, chutando em curva, anotando o tento de honra dos Papagaios. A nota negativa fica por conta das saídas de Kramer, ainda no primeiro tempo, e László Bénes, na etapa final, lesionados – o eslovaco sofreu uma entrada duríssima de Sahin.

Sommer (8), Lainer (7,5), Ginter (7,5), Elvedi (7,5), Bensebaini (7); Kramer (s/nota)/Hofmann (6), Zakaria (7,5), Bénes (7,5); Thuram (7), Pléa (6,5), Herrmann (8)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s