Gladbach não passa de empate com Hertha Berlin e finaliza turno na vice-liderança da Bundesliga

Foto: Divulgação/Bundesliga

Apenas um placar miraculoso poderia levar o Gladbach a liderança da Bundesliga neste sábado (21), em jogo válido pela 17ª rodada da Bundesliga. Jogando na capital, os Potros não passaram de um empate sem gols com o frágil Hertha Berlin. Dessa forma, os Die Fohlen finalizam o turno na vice-liderança da competição, com 35 pontos, dois a menos que o odiado RB Leipzig.

Depois de uma suada vitória diante do aguerrido Paderborn, o Borussia tinha o Hertha, time de meio de tabela, como adversário. O técnico Marco Rose promoveu algumas alterações, como os retornos de Breel Embolo e Marcus Thuram a equipe titular. As modificações, no entanto, não foram nada eficazes, ao menos na etapa inicial, quando o Gladbach pouco produziu.

Engessado no meio-campo e sem criatividade alguma, os comandados de Marco Rose assistiram a equipe da capital chegar com as oportunidades mais claras, como por exemplo uma cobrança de falta no travessão de Sommer e uma finalização de Lukebakio, que passou rente a trave.

Na etapa complementar, a história da partida foi completamente diferente, pois Florian Neuhaus, mais adiantado, começou a comandar uma reação dos Foals, criando algumas jogadas de perigo e parando em algumas (poucas) defesas do arqueiro Jarnstein. Na melhor delas, Embolo, melhor figura do trio de ataque, ganhou no corpo e na velocidade e até poderia ter servido dois companheiros livres, mas optou pela cavadinha, parando em boa intervenção do goleiro norueguês.

Apesar de uma segunda metade muito superior aos 45 minutos iniciais, o Borussia pecava na profundidade, e o técnico Marco Rose novamente se equivocou nas alterações, principalmente ao sacar Neuhaus, principal peça da equipe, para entrada de Stindl, que praticamente não encostou na pelota. O comandante alemão também errou ao colocar Herrmann apenas aos 87’, restando apenas alguns minutos para o Flaco tentar qualquer tipo de impacto no confronto.

O brasileiro Raffael, peça mais cerebral do elenco, novamente foi ignorado pelo comandante dos Potrs, e mais uma vez sequer foi utilizado.

Sommer (7), Jantschke (7,5), Ginter (7), Elvedi (7,5), Bensebaini (7); Kramer (6), Neuhaus (7,5), Zakaria (7); Thuram (6), Pléa (6,5), Embolo (7)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: