Com Pléa inspirado e Stindl decisivo, Borussia Mönchengladbach vence o Augsburg fora de casa pela 1ª vez na história da Bundesliga

Foto: Divulgação/Borussia

A frustração era enorme após o empate sofrido nos acréscimos na rodada anterior, diante do Hoffenheim, mas o Borussia Mönchengladbach deu sequência ao bom momento e encerrou um longo tabu diante do Augsburg, na WWK Arena, pela 24ª rodada da Bundesliga. Pela primeira vez na história da competição, os Foals superaram o Augsburg fora de casa por 3 a 2, graças aos tentos de Bensebaini e Lars Stindl, duas vezes, enquanto Löwen e Finnbogason (sempre ele) anotaram para os mandantes.

Como de costume, o Augsburg permanece como um fortíssimo mandante, utilizando do jogo físico e direto. Dessa forma, o técnico Marco Rose promoveu as entradas de Ramy Bensebaini e Tobias Strobl na equipe titular, sacando Wendt e Pléa, alterando a configuração tática para lidar com a imposição física dos mandantes. Na etapa inicial, que não teve muita emoção, o Borussia conseguiu controlar a partida e teve duas chances de ouro para inaugurar o marcador, no entanto, acabou pecando na finalização.

Thuram, novamente apagado, realizou boa jogada pela esquerda e tocou para Hofmann – o meia deu um toque sutil e a pelota sobrou para Stindl, que finalizou para excelente defesa de Koubek. No lance seguinte, Neuhaus exigiu outra excelente intervenção de Koubek e Hofmann, totalmente livre de marcação e com o goleiro já batido, não teve compostura correta e acabou finalizando pra fora, totalmente fora do alvo.

No retorno para a etapa final, Alassane Pléa entrou na vaga de Marcus Thuram (aparentemente sentiu algum problema físico). E o impacto do atacante francês foi imediato – extremamente participativo, Pléa recebeu aos 49’ pela direita, realizou cruzamento para a área com desvio, Stindl aproveitou saída atabalhoada do arqueiro Koubek e ajeitou para Bensebaini abrir o placar. Logo em seguida, aos 54’, Pléa recebeu dentro da área, teve calma e tocou para Stindl, que chegou finalizando para dobrar a vantagem.

A vantagem, contudo, não durou muito tempo. Como de costume, não há vida fácil em Augsburg e o time da casa diminuiu aos 57’, após boa jogada de Framberger pela direita, contando com erro de Zakaria no cabeceio – o suíço passou direto pela bola –, Löwen aproveitou e emendou uma bela cabeçada para o fundo das redes. Superior no confronto, o Borussia seguiu criando boas oportunidades e chegou ao terceiro gol novamente com Stindl – o capitano deu um toque brilhante, girou atrás do defensor e completou para o gol, já aos 79’.

Insistente, o Augsburg voltou a diminuir aos 83’, através de Finnbogason, velho carrasco do Borussia. O centroavante recebeu uma bola em profundidade e ganhou de Elvedi na leitura da jogada, finalizando com a frieza que lhe é peculiar. Apesar de muito sofrimento nos minutos finais, o Gladbach ainda teve tempo de desperdiçar outras oportunidades, novamente com Jonas Hofmann, que cara a cara com Koubek, finalizou no meio do gol – mas nada que fosse capaz de impedir o primeiro triunfo dos Potros na WWK Arena.

Sommer (8), Lainer (7), Ginter (8), Elvedi (7,5), Bensebaini (7,5); Strobl (7,5), Neuhaus (7,5), Zakaria (7,5), Hofmann (6); Thuram (6)/Pléa (8,5), Stindl (9)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: