Ídolo do clube, Raffael deixará o Borussia Mönchengladbach após sete anos

Foto: Divulgação/Arquivo GladbachBR

Raffael Caetano de Araújo, o maestro, o maestro, deixará o Borussia Mönchengladbach ao final da atual temporada, informação confirmada pelo diretor esportivo Max Eberl nesta quinta-feira (25).

Referência técnica entre os torcedores e todos treinadores que passaram pelo clube, o maestro se despede do Gladbach após 7 anos no clube – alcançando números impressionantes, que o fizeram ser reconhecido como maestro. O meia-atacante encerra a trajetória com a camisa dos Potros como o 11º maior artilheiro da história do clube, com 71 gols anotados em 200 jogos, além de 35 assistências.

Colaborando com as marcas expressivas, Raffael foi o artilheiro do Borussia Mönchengladbach na Bundeslliga em três temporadas consecutivas (13-14, 14-15 e 15-16, tendo anotado 14, 12 e 13 gols, respectivamente). Nesse período, o brasileiro engatou parcerias de sucesso com Max Kruse e posteriormente Lars Stindl – duplas de ataque que guiaram o clube nas boas campanhas realizadas nesse período. O maestro, inclusive, figurou em uma seleção da década da Bundesliga pelo portal WhoScored, especialista em estatísticas, ficando ao lado de outras lendas da competição.

Foto: Divulgação/WhoScored

Na memória do maestro, certamente três jogos ficam de forma marcante: os dois gols anotados no triunfo diante do Bayern de Munique, em plena Allianz Arena; a atuação mágica de 45 minutos contra o Barcelona pela Champions League e a atuação magistral perante o Young Boys, pelos playoffs da Champions, em que o brasileiro anotou um hat-trick e distribuiu duas assistências.

Nos primeiros meses, após a minha chegada ao Borussia: por que os companheiros o valorizam tanto? Percebi que não é por acaso que todos o chamam de ‘papi’ (papai), porque ele é um pai para o time. Quando vemos o Raffa sentado no vestiário antes de cada jogo, com um sorriso no rosto, sabemos que tudo vai ficar bem. O fato dele ser respeitado pelos companheiros do clube faz com que ele seja reconhecido como um grande jogador e uma grande pessoa”, disse o ex-treinador Dieter Hecking, após a última renovação contratual de Raffael.

O diretor esportivo Max Eberl, também exaltou o brasileiro: “Raffa não é muito de falar, mas quando ele sorri, todos começam a sorrir também. Isso é contagiante, ele é muito positivo – demonstra a qualidade dele em campo. Os jogadores sabem que só por ter o Raffael em campo, temos uma vantagem. Apenas olhando pelas estatísticas do Raffa, após os sete anos de clube, com ele conseguimos chegar três vezes em competições de nível internacional. Durante todos os anos no clube, ele foi o jogador com mais gols e assistências – entre 60 a 70% dos jogos ele sempre faz um gol ou uma assistência”, finalizou Eberl.

O anúncio da saída de Raffael causou comoção em diversos torcedores nas redes sociais: “Obrigado por todos os dias que vestiu nossa camisa, lenda absoluta do clube…realmente obrigado, não conseguirei agradecer o suficiente”, escreveu o torcedor Marcus Weihrauch no Twitter, acompanhado por outros vários perfis, dentre eles, o GladbachUSA, perfil norte-americano dedicado aos Potros: “Obrigado por tudo, Raffael. Por favor volte como um treinador/preparador para nós. Uma vez Potro, sempre Potro”, escreveu o perfil.

Sempre solicito, o maestro já concedeu duas entrevistas exclusivas ao Gladbach Brasil. Um dos grandes ídolos recentes do clube, ele sempre ficará marcado como referência técnica e um dos jogadores mais queridos pela torcida.

Danke, maestro! Você é um grande ídolo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s