O bom e velho Gladbach: Borussia abre 2 a 0 diante do Real Madrid, volta a sucumbir nos minutos finais e cede novo empate na Champions League

Foto: Divulgação/Martin Meissner

Parece déjà vu, mas não é. De novo, o Borussia Mönchengladbach cedeu o empate nos últimos minutos de uma partida, dessa vez diante do Real Madrid, por 2 a 2, em jogo válido pela 2ª rodada da fase de grupos da Uefa Champions League. Marcus Thuram, duas vezes, abriu vantagem para os Foals, enquanto Benzema e Casemiro, ambos nos minutos finais, empataram para os espanhóis.

Letal, Thuram comanda o Gladbach e abre vantagem para os Potros

Após sofrer o empate nos instantes finais diante da Internazionale, o Gladbach voltou a campo pela Champions nessa terça-feira (27), diante do Real Madrid, no Borussia-Park, infelizmente sem torcida, por restrições das autoridades locais. A equipe espanhola tomou conta das ações da partida desde o apito inicial, enquanto o Gladbach limitava-se a defender em busca de explorar algum erro da equipe adversário. Depois de boa trama entre Pléa e Hofmann, o atacante francês recebeu e deu belíssimo passe para Thuram, que de canhota, finalizou com força, anotando um belo gol para os Potros.

O Real dominaria a primeira etapa, terminando com superioridade na posse de bola e finalizações (7×1) – o Gladbach foi efetivo naquilo que propôs, defender bem e atacar os erros do adversário. Na segunda etapa, depois de boa jogada trabalhada, Lainer cruzou e Pléa finalizou, exigindo boa defesa de Cortouis, mas Thuram, dentro da pequena área, aproveitou o rebote e completou para o fundo das redes, dobrando a vantagem dos Die Fohlen.

Novos lapsos defensivos levam a uma velha história: Gladbach sofre empate nos instantes finais

Certo sofrimento era imaginável, e apesar de não conseguir mais encaixar os contra-golpes, o Gladbach conseguia se defender minimamente bem, isso até os 87’ – depois de um cruzamento da direita, Casemiro subiu sozinho, evitou a saída da bola e cabeceou para servir Benzema, que anotou um belo gol. Provavelmente impactado mentalmente, algo que reforça a falta de uma liderança forte na equipe, o Borussia ainda cedeu o empate aos 90+3’, em uma jogada semelhante, mas dessa vez foi Casemiro que apareceu sozinho, dentro da pequena área, para completar para o gol e empatar.

Um velho filme na cabeça dos torcedores do Borussia Mönchengladbach e algo que vem acontecendo recentemente, até mesmo desde o fim da temporada passada – empates com Leipzig, Hoffenheim e na atual temporada, como nos empates diante do Union Berlin, Wolfsburg, Internazionale e agora o Real Madrid. Uma liderança como Martin Stranzl jamais permitiria o fraquejo da equipe nos minutos finais, ainda mais depois de conquistar uma bela vantagem.

Fica a frustração por aquela que seria mais uma noite mágica na história do Borussia Mönchengladbach. Fica o alerta e ponto negativo para alguns jogadores, como Kramer e Stindl, titulares e Hannes Wolf, que entrou no segundo tempo e pouco agregou.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s