Sommer, trave e Herrmann: Gladbach não espanta maldição na Floresta Negra, mas assegura empate diante do Freiburg

Foto: Divulgação/Borussia

Encarando um dos maiores tabus desfavoráveis, o Borussia Mönchengladbach visitou o Freiburg pela 10ª rodada da Bundesliga. Apesar de não ter afastado a maldição, os Potros saíram com o empate por 2 a 2, tentos de Lienhart e Grifo para os mandantes, enquanto Embolo e Pléa marcaram pelos Potros.

Pensando no jogo decisivo diante do Real Madrid pela Champions League, o técnico Marco Rose promoveu algumas mudanças na escalação inicial, inclusive poupando o francês Thuram. Totalmente desfigurado na defesa, Kramer atuou ao lado de Matthias Ginter no coração da defesa, deixando Zakaria no meio-campo com Neuhaus.

Com uma postura baseada no contra-ataque, o Gladbach iniciou o jogo de maneira razoável, lidando bem com as forças do Freiburg, mas em um lance bem jogado pelos mandantes, Höler recebeu pelo centro, sozinho e avançou desde a intermediária para ficar cara a cara com Sommer, mas a finalização acabou acertando a trave e na volta, o atacante acabou desperdiçando. Respondendo rápido, o Gladbach trabalhou bem a jogada, Stindl e Embolo trocaram passes e o suíço, aos 23’, finalizou bem de esquerda e contou com a postura ruim do goleiro e abriu o marcador.

Como de costume, o Gladbach até que não sofria pressão alguma, mas após um escanteio, uma das forças do Freiburg, o meio-campista Santamaria recebeu livre praticamente na entrada da área, foi criativo e deu uma bicicleta pro centro da área, encontrando Lienhart livre – o defensor se antecipou a Sommer e completou de cabeça para o gol. O arqueiro suíço havia realizado duas boas defesas anteriormente, mas poderia ter feito melhor no lance do gol, embora não seja o culpado.

Sommer salva atrás e Herrmann destoa no ataque

No retorno para a etapa complementar, o jogo ainda estava em período de ‘estudo’ e o Freiburg acabou achando um pênalti após interceptações ruins da defesa, incapaz de parar um jogador que passou por três atletas do Gladbach, por fim, Lainer cometeu a penalidade, devidamente convertida por Vincenzo Grifo, deslocando Sommer. A resposta, entretanto, não demorou muito, Pléa recebeu na entrada da área, limpou e acertou um belo chute em curva, igualando o marcador.

Retornado de lesão, Zakaria atuou por 53 minutos e teve bom desempenho (Foto: Divulgação/Borussia)

O confronto seguiu bastante movimentado e com chances para ambos os lados. Nos minutos finais, Herrmann, que entrara na vaga de Pléa, desperdiçou duas chances absolutamente incríveis, sem marcação. Do outro lado, Yann Sommer realizou excelentes defesas para evitar a virada do Freiburg e também contou com a colaboração da trave novamente, após belo chute de Grifo, ex-jogador do Gladbach e que foi rapidamente descartado pelo incompetente Dieter Hecking.

Gladbach: Sommer, Lainer (Lazaro), Ginter, Kramer, Wendt; Zakaria (Bénes), Neuhaus, Wolf (Thuram); Stindl, Pléa (Herrmann) e Embolo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s