Gladbach sai atrás, busca virada diante do Stuttgart e avança às quartas de final da Copa da Alemanha

Foto: Divulgação/GettyImages

Borussia Mönchengladbach entrou em campo nesta quarta-feira (3) em jogo válido pelas oitavas de final da DFB Pokal, a Copa da Alemanha, diante do Stuttgart, fora de casa. Apesar de sair atrás no placar, o Borussia Mönchengladbach alcançou a virada e superou os Suábios por 2 a 1, com tentos de Thuram e Pléa, enquanto Wamangituka anotou para os mandantes

O jogo mal havia começado (2’) e o Gladbach conseguiu a proeza de sofrer um gol de contra-ataque após ter um escanteio a favor – Stindl foi com pé frouxo na disputa com Silas Wamangituka, o ataque percorreu todo campo ofensivo, driblou dois defensores e tocou no canto de Tobias Sippel, escolhido para defender a meta na partida. Sem tanto espaço para criar, o Gladbach teve a posse de bola, mas esbarrava na boa marcação dos suábios.

Somente com Marcus Thuram, atuando pela ponta direita, os Foals conseguiram incomodar – o francês utilizou da técnica alinhada a força e ultrapassou a marcação, no entanto, a tentativa de passe para o centro da área não conseguiu achar ninguém. Em outro lance de perigo na etapa inicial, novamente o protagonista foi o avançado francês, que deu bom passe para Pléa, em boas condições de finalizar, arrematou fraco para defesa do arqueiro Bredlow.

Nos instantes finais da primeira etapa, o Stuttgart até chegou a marcar novamente, mas Didavi estava impedido – o lance ocorreu graças a um erro de passe no meio-campo dos Foals. No último lance, Thuram recebeu pela direita, cortou a marcação e mandou um ‘balaço’ de esquerda, no ângulo do goleiro, igualando o marcador.

Lainer finalmente acerta algo, Pléa marca novamente e Gladbach avança

Stuttgart não se abateu com o gol sofrido nos instantes finais da etapa inicial e voltou com força na etapa complementar, assim como foi no início da partida. No entanto, após um desperdício de bola no meio-campo, Lainer deu belo lançamento para Pléa, que driblou o goleiro e tocou para o fundo das redes, virando o placar aos 50’.

Do gol em diante, o Gladbach passou a ter uma postura mais reativa e já não encontrava tantas formas de incomodar o adversário – também por uma noite não muito feliz de Jonas Hofmann e Lars Stindl no comando de ataque. Os suábios, por sua vez, chegavam com bastante perigo, especialmente através dos ótimos cruzamentos de Borna Sosa pelo lado esquerdo de ataque.

Rose mudou a configuração tática, passando Bensebaini para a zaga, tentando conter os cruzamentos vindos da esquerda, com uma aproximação da marcação de Lainer e Ginter pelo setor. Os Foals poderiam ter ampliado o marcador em alguns dos contra-ataques, mas pecaram no acabamento da jogada – nada que impedisse o triunfo que significou a classificação às quartas de final da Copa da Alemanha

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: