Gladbach abre dois gols de vantagem, mas Rose abusa da covardia, Leipzig alcança virada e agrava crise dos Potros

Jordan Beyer teve boa atuação e jogou os últimos minutos no sacrifício (Foto: Divulgação/DPA)

O momento não era dos melhores depois uma sequência terrível de resultados na Bundesliga e revés na partida de ida das Oitavas de final da Champions League, e o cenário seguiu dessa forma neste sábado (27), quando o Borussia Mönchengladbach visitou o RB Leipzig. Os Foals até saíram na frente e abriram vantagem de dois gols com Jonas Hofmann e Thuram, mas sofreram a virada na etapa final, com gols de Nkunku, Poulsen e Sörloth.

Devido a situação médica de alguns atletas, desgastados pela sequência de jogos, o técnico Marco Rose iniciou a partida com algumas mudanças importantes, como por exemplo, a primeira chance ao jovem Jordan Beyer, que formou trio de zaga com Ginter e Elvedi, tendo boa exibição. Com uma proposta reativa, o Gladbach encontrou a sorte aos 6’, quando Embolo foi estupidamente derrubado por Upamecano dentro da área – Jonas Hofmann não bateu bem, mas conseguiu abrir o placar.

Defendendo-se bem, o Gladbach conseguiu explorar outra chance que teve aos 19’, após bom cruzamento de Lazaro, o suíço Breel Embolo cabeceou e contou com desvio em Thuram para dobrar a vantagem dos Potros na partida. Dali em diante, o Gladbach teve boa postura defensiva e não permitiu quaisquer chances de perigo ao Leipzig na primeira etapa, e ainda teve uma chance cristalina para sacramentar o triunfo, através de Jonas Hofmann, que recebeu a bola em saída equivocada de Upamecano, driblou um marcador e finalizou mal de esquerda, dentro da pequena área.

Falta de futebol, excesso de covardia: Gladbach leva virada na etapa final

Como é de se esperar, defender bem é algo extremamente atípico para o Borussia Mönchengladbach e as coisas certamente mudariam na etapa complementar: e foi o que aconteceu. Em busca do resultado, Nagelsmann retirou Sabitzer e promoveu a entrada de Sörloth, dando maior força ofensiva a equipe. Por um lado, era a possibilidade de um volume de jogo maior por parte do Leipzig, e do outro, seria uma boa oportunidade para os Foals aproveitarem o contra-ataque, no entanto, absolutamente nada foi criado pela equipe no segundo tempo.

Depois de um cruzamento da esquerda, aos 57’, a bola passou pela defesa e chegou para Nkunku, totalmente livre, completar para o fundo das redes – Ginter foi enganado pela movimentação do corta luz e deixou o meio-campista na boa para marcar. Pouco tempo depois, entrou em campo nada menos do que a covardia do dito técnico Marco Rose – o comandante dos Potros pensou corretamente em dar uma ‘oxigenada’ na equipe, sacando Elvedi, Thuram e Hofmann, porém, o detalhe está para as entradas: Bensebaini (ok), Kramer e Neuhaus.

Rose tirou peças de criatividade e velocidade para promover a entrada de dois meio-campistas, tudo para se limitar a defender. E é aí que o futebol pune: quatro minutos depois das mudanças, aos 66’, o volante Kramer, que deveria proteger a defesa, não conseguiu interceptar a bola que chegou a Poulsen – o atacante finalizou, sem tanta esperança, de fora da área em um arremate rasteiro e sem tanta força, mas de forma inacreditável, Yann Sommer não conseguiu executar a defesa.

Sem qualquer válvula de escape, o Gladbach apenas torcia e esperava o fim da partida para tentar assegurar um ponto – e novamente o futebol cobrou. O goleiro Sommer ainda realizou boas defesas em arremates de Forsberg, mas praticamente no último lance da partida, Nkunku fez levantamento da esquerda, obviamente direcionado a Sörloth, que estava as costas de Lazaro e subiu com extrema tranquilidade, abusando da passividade do ala. Até houve contato no lance, que pode ser interpretado como falta, todavia, Lazaro teve tempo de reação suficiente para tentar ao menos incomodar o atacante norueguês, mas foi incapaz, representando bem o que é o Borussia nos últimos jogos.

Gladbach: Sommer, Lazaro, Beyer, Ginter, Elvedi (Bensebaini) Wendt (Pléa); Zakaria (Stindl), Hofmann (Neuhaus), Wolf; Thuram (Kramer) e Embolo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

<span>%d</span> blogueiros gostam disto: