O CAOS! Borussia Mönchengladbach demonstra apatia assustadora, cai diante do Leverkusen e acumula nova derrota na Bundesliga

Foto: Divulgação/GettyImages

Até quando, Max Eberl? Neste sábado (6), o Borussia Mönchengladbach entrou em campo diante do Bayer Leverkusen, no Borussia-Park, em jogo válido pela 24ª rodada da Bundesliga. Depois de mais uma atuação sem qualquer inspiração, o Gladbach voltou a perder, dessa vez por 1 a 0, tento solitário de Schick.

Sem a presença de Lars Stindl, suspenso, e Jonas Hofmann, com problemas musculares, a criatividade do Gladbach fatalmente seria um fator decisivo na partida, assim como a ausência de Kramer, também lesionado. Nos primeiros minutos de partida, parecia praticamente evidente de que o Borussia caminharia para mais uma derrota – nos vinte primeiros minutos de ação, os Potros praticamente não conseguiram fazer nada ou até ter mesmo incomodar o goleiro adversário, que é a 3ª opção dos aspirinas.

Ao longo do primeiro tempo, a tendência foi apenas uma: Diaby incomodando bastante a defesa dos Foals pelo lado direito de ataque do Leverkusen – o meia-atacante exigiu boas defesas de Yann Sommer, o único destaque positivo da equipe. Por outro lado, o Gladbach teve uma única e solitária chance através de Hannes Wolf, o austríaco recebeu a bola na entrada da área e finalizou bem, mas a defesa bloqueou.

Stefan Lainer novamente não comprometeu defensivamente, mas voltou a demonstrar pouca inteligência no ataque (Foto: Divulgação/IMAGO)

Na segunda etapa, o panorama da partida até foi diferente, com o Gladbach tendo maior participação com a bola nos pés, no entanto, a omissão de alguns jogadores foi fundamental para o deserto de ideias. Lista-se, principalmente, Valentino Lazaro e Zakaria, praticamente imperceptíveis em campo, menos quando perdiam a posse de bola de forma até mesmo amadora.

Apesar de toda carência intelectual, Hannes Wolf teve uma movimentação maior na segunda etapa e movimentou mais a bola no ataque dos Potros, mas contava com atuações também apáticas de Thuram e Pléa, que sequer incomodaram o goleiro adversário e praticamente nem finalizaram a gol. Wolf voltaria a ser protagonista, dessa vez e na maioria delas, negativamente. O meia-atacante perdeu facilmente a bola para Jonathan Tah no meio-campo, os visitantes ligaram contra-ataque rápido e acionaram Diaby, que parou em ótima defesa de Sommer, porém, apesar da finalização ruim, Schick conseguiu concluir para o fundo das redes.

Vale-se ressaltar, além da perda de bola por Wolf, o posicionamento completamente equivocado de Bensebaini na jogada, deixando Diaby totalmente livre na velocidade contra Elvedi, obviamente o meia-atacante venceria na corrida, tendo em vista que era o jogador mais veloz de toda partida. No desespero, Rose promoveu as entradas de Embolo, Herrmann e pasmem, Traoré – o tempo de jogo dado a eles foi insuficiente para qualquer tentativa, culminando em mais um revés caótico para os Potros, que agora ocupam a 10ª colocação da Bundesliga.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: