Ao acertar com Adi Hütter, Borussia Mönchengladbach ‘responde’ saída de Rose demonstrando força na Bundesliga

Foto: Divulgação/DPA

Depois de um período de rumores, a contratação de Adi Hütter foi confirmada nesta terça-feira (13) pelo Borussia Mönchengladbach. O treinador, de 51 anos, deixará o Eintracht Frankfurt ao término da atual temporada, que pode ser concluída com a classificação dos Eagles para à Uefa Champions League.

De acordo com os relatos da imprensa, os Die Fohlen terão de pagar €7,5M pelo técnico austríaco, na transferência mais cara da história de um treinador da Bundesliga, superando a de Marco Rose. Adi Hütter assina contrato válido por três temporadas, a partir do verão europeu e, conforme reportado pelo ‘Sport1’, outros €5M podem ser pagos de acordo com o alcance de objetivos do clube, configurando uma possível transferência de €12,5M pelo atual técnico do Eintracht Frankfurt.

Estamos satisfeitos que o Hütter tenha aceitado se juntar a nós. Ele é o melhor treinador para pegar os desafios e objetivos que temos como time e clube, do verão em diante”, analisou Max Eberl, diretor esportivo dos Potros. Aparentemente, conforme publicado pela imprensa alemã, não há cláusula de rescisão para Adi Hütter nos Foals.

Antes de conseguir o trabalho no Frankfurt, Hütter havia se destacado principalmente no Young Boys, conquistando a liga suíça e desbancando uma longa hegemonia do Basel – o trabalho teve sequência com Gerardo Seoane, outro nome especulado nos Potros e que conquistou outros dois campeonatos e se encaminha para o tetra na atual campanha.

Esse histórico pelo YB, inclusive, coincide com o confronto entre o clube suíço e o Borussia Mönchengladbach nos playoffs da UCL na temporada 16/17, quando os Potros massacraram o Young Boys por 9 a 2 no placar agregado, com show particular do brasileiro Raffael. Do outro lado, além de Hütter, estava Denis Zakaria, alvo dos Die Fohlen e que chegaria ao clube na temporada seguinte.

André Schubert e Adi Hütter no confronto entre Gladbach e Young Boys pela UCL (Foto: Divulgação/IMAGO)

Pelo Frankfurt, o comandante austríaco finalizou a temporada 18/19 na 7ª colocação e na seguinte, no 9º lugar. Já na atual temporada, os Eagles atualmente ocupam a 4ª posição na Bundesliga com 14 vitórias, 11 empates e 3 derrotas. O destaque vai para o setor ofensivo da equipe, especialmente com André Silva, vice-artilheiro da competição com 23 gols marcados. Na temporada passada, por exemplo, o desempenho do Frankfurt foi prejudicado pela saída de dois jogadores importantíssimos da equipe – Sébastian Haller e Luka Jovic foram negociados e geraram pouco mais de €100M para os cofres do clube.

Em questão tática, os Eagles vêm atuando com linha de três na defesa, principalmente para comportar os destaques ofensivos dentro da equipe titular, como Kostic, Silva e Jovic, além de peças importantes tais como Younes, ex-Gladbach e Kamada. O futuro comandante dos Foals não deverá ter problemas para escalar o Gladbach, seja no 4231 ou em outra formação, uma vez que o estilo de jogo das peças se encaixa na filosofia de jogo do austríaco.

Se vai funcionar ou não, apenas o trabalho e o tempo poderão dizer, no entanto, o ato da contratação de Adi Hütter por parte do Borussia Mönchengladbach mostra a força do clube e um ‘recado’ para a liga – uma vez que o austríaco comanda uma equipe que está próxima de garantir a classificação para à Uefa Champions League, enquanto o Gladbach corre o risco de não jogar nenhuma competição europeia na próxima temporada. Dando um sabor especial a decisão, Borussia Mönchengladbach e Eintracht Frankfurt se enfrentam na próxima rodada da Bundesliga, no Borussia-Park.

Max Eberl segue fazendo movimentos interessantes em prol do Borussia (Foto: Divulgação/DPA)

As incertezas em relação as principais peças, que podem ser negociadas na próxima janela, além da saída do diretor Bobic, podem ter sido fundamentais na decisão de Hütter, sem excluir o projeto interessante que o Borussia Mönchengladbach oferece, tanto em estrutura, elenco, jovens de potencial e a presença de Max Eberl, um dos melhores diretores da Europa.

Um comentário em “Ao acertar com Adi Hütter, Borussia Mönchengladbach ‘responde’ saída de Rose demonstrando força na Bundesliga

Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: