Borussia Mönchengladbach conta com atuação coletiva perfeita, massacra o Bayern de Munique e avança na DFB Pokal

Foto: Reprodução/Dirk Päffgen

Depois de um jogo modorrento diante do Hertha e uma insatisfação clara do técnico Adi Hütter, o Borussia Mönchengladbach entrou em campo nesta quarta-feira (27) em jogo válido pela 2ª fase da DFB Pokal, diante do Bayern de Munique, no Borussia-Park. Com uma atuação perfeita do início ao fim, os Potros golearam e massacram os bávaros por 5 a 0, gols de Koné, Bensebaini, duas vezes, e Embolo, duas vezes.

Sem ter tempo para respirar, o Bayern começou o confronto altamente pressionado pelo Gladbach. Aos 2’, a posse foi recuperada pelos Potros, Manu Koné tocou para Embolo e a bola acabou voltando para o francês, o jovem meio-campista francês não desperdiçou e bateu rasteiro, abrindo o placar no Borussia-Park. Seguindo com a altíssima intensidade, o Gladbach dobrou a vantagem aos 15’ após excelente jogada coletiva, que por fim chegou a Jonas Hofmann pela direita, o alemão cruzou rasteiro e na medida para Bensbaini, o lateral chegou finalizando para marcar.

Antes do tento de Bensebaini, Hofmann havia desperdiçado uma oportunidade inacreditável ao sair de frente para Neuer e finalizar muito mal. O gol perdido, fortuitamente, acabou não prejudicando a atuação da equipe. O meio-campo foi crucial no confronto, com excelentes leituras e recuperações por parte da dupla Zakaria e Koné. Além disso, a linha defensiva também teve uma atuação perfeita nos aspectos citados, com Ginter, Elvedi e Beyer precisos nos desarmes e duelos, amparados por Scally e Bensebaini.

Cinco minutos depois, Breel Embolo foi atingido na área e o sempre polêmico (contra o Gladbach) Tobias Stieler apontou para a marca da cal. Frio e calculista, Ramy Bensebaini cobrou ao estilo Jorginho e Bruno Fernandes, deslocou Neuer e voltou a balançar as redes – esse foi o segundo döppelpack (doblete, dois gols) do argelino diante dos bávaros.

Manu Koné teve outra atuação destacável e anotou o primeiro tento com a camisa dos Foals (Foto: Reprodução/Imago)

Abalado pelo atropelo sofrido na etapa inicial, o Bayern voltou para a etapa complementar tentando diminuir o prejuízo, e, devido a qualidade, talvez conseguir uma recuperação histórica. A equipe visitante chegou com perigo efetivo somente aos 49’, quando Gortezka finalizou de fora da área, com desvio, mas Yann Sommer fez ótima intervenção, espalmando para o lado.

A tentativa de recuperação dos bávaros não durou muito e Breel Embolo voltou a mostrar protagonismo aos 52’ – Elvedi deu um bico pro alto, Upamecano falhou no tempo de bola e a pelota sobrou para o atacante suíço, ele chutou firme e rasteiro, anotando mais um gol para os Foals. Pouco tempo depois, aos 58’, o Borussia aproveitou outra falha defensiva do adversário e anotou o quinto. Luca Netz tocou rapidamente para Embolo nas costas da defesa, o suíço deixou para a canhota e finalizou rasteiro, no canto contrário de Neuer.

Diante de uma atuação coletiva magnífica, ainda teve tempo para Yann Sommer brilhar – o arqueiro suíço realizou ótimas defesas nos minutos finais, em uma última tentativa dos visitantes de diminuir o prejuízo. Exausto pela intensidade aplicada desde o apito inicial, o Gladbach apenas esperou o relógio rodar para celebrar uma vitória gigantesca.

Sommer; Scally (Herrmann), Ginter, Elvedi, Beyer (Netz), Bensebaini; Zakaria, Koné, Hofmann (Neuhaus); Stindl (Pléa) e Embolo (Thuram)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s