Gladbach sofre com lesões, tem atuação assustadora no segundo tempo e apenas empata com o Mainz

Foto: Reprodução/DPA

Borussia Mönchengladbach visitou o Mainz 05 nesta sexta-feira (5) em jogo válido pela 11ª rodada da Bundesliga. Apesar de ter saído na frente com gol de Florian Neuhaus, os Potros não jogaram absolutamente nada na etapa final e Widmer igualou após belíssima finalização no empate por 1 a 1.

Adi Hütter promoveu apenas uma alteração na equipe titular, sacando o capitão Lars Stindl para a entrada de Luca Netz, retornando à configuração tática para o 3-5-2. O confronto se desenhou de forma totalmente aberta para os dois lados, no entanto nenhuma equipe conseguiu aproveitar as oportunidades com meia hora de futebol jogado.

A má sorte do Gladbach começou a aparecer aos 28’, quando Nico Elvedi teve que ser substituído após sofrer uma entrada forte – o árbitro misteriosamente assinalou falta do suíço e ainda o amarelou no lance. Logo em seguida, Embolo também se lesionou ao tentar recuperar a posse de bola. Florian Neuhaus e Thuram entraram, respectivamente, nas vagas de Elvedi e Embolo, dessa forma, Zakaria passou a atuar como libero na defesa.

Aos 38’ o Gladbach abriu o placar justamente com Florian Neuhaus, o meio-campista aproveitou rebote bobo de Zentner após finalização de Bensebaini. O argelino, inclusive, desperdiçou uma cabeçada totalmente livre para dobrar a vantagem dos Foals.

Yann Sommer e Denis Zakaria foram os únicos destaques dos Potros (Foto: Reprodução/Imago)

O desempenho na etapa inicial não foi o ideal, mas o Gladbach teve ótimas oportunidades para ampliar o marcador e acabou desperdiçando todas. Além disso, a qualidade nos passes foi praticamente inexistente. A situação mudou drasticamente na etapa final, e dessa forma, Yann Sommer apareceu de forma magnífica – o suíço realizou duas intervenções espetaculares no início da segunda metade, sendo a de Lee, uma pancada de fora da área, a mais impressionante.

O arqueiro suíço seguiu realizando ótimas defesas e salvando o Borussia Mönchengladbach, que não apresentou absolutamente nada no segundo tempo. A equipe não conseguia trocar mais do que três passes seguidos e não tinha qualquer válvula de escape a não ser ligação direta para Thuram e Pléa, totalmente ineficaz diante de defensores altos como Bell e Hack. De tanto tentar e sem qualquer esforço do técnico Adi Hütter, o Mainz conseguiu igualar aos 77’ através de Widmer, que acertou um belíssimo chute de curva com a perna esquerda, finalização que ainda atingiu a trave antes de entrar.

Hütter aguardou o domínio do adversário por trinta e cinco minutos para alterar a equipe e somente após sofrer o empate. Evidentemente, o time que já não estava funcionando, não conseguiu produzir nada após as entradas de Stindl e Herrmann nos lugares de Pléa e Netz. Na única meia-oportunidade da etapa complementar, Herrmann conseguiu se esticar e tocar para Neuhaus, no entanto, o meio-campista, que estava livre na entrada da área, finalizou pro alto, muito longe da meta, sintetizando a atuação pífia dos Potros.

Sommer (9); Scally (6), Ginter (6), Elvedi (s/nota), Bensebaini (6), Netz (5); Zakaria (9), Koné (6); Hofmann (4); Pléa (4), Embolo (s/nota)

Subs: Neuhaus (5), Thuram (3), Stindl e Herrmann (s/nota)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s