Gladbach desperdiça vantagem de dois gols, leva virada do Stuttgart e segue calvário sob o comando de Adi Hütter

Atuação de Matthias Ginter foi mais um reflexo da mediocridade dele e do técnico (Foto: Reprodução/Imago)

Estragando mais um dia dos torcedores, o Borussia Mönchengladbach perdeu de novo. Os Potros desperdiçaram uma vantagem de dois gols diante do Stuttgart e foram superados por 3 a 2. Endo, Führich e Kalajdzic marcaram a favor dos Suábios, enquanto Pléa e Thuram anotaram os tentos do Borussia.

Desfalcado na defesa, Adi Hütter retornou ao esquema com quatro defensores e o time seguiu igualmente desorganizado. Depois de algumas possibilidades, Tiago Tomás teve a chance mais clara ao aproveitar erro de Bensebaini – o português avançou e ficou frente a frente com Sommer, que fez excelente defesa para evitar o tento do português. Na sequência, Pléa recebeu no meio-campo, avançou e tabelou com Neuhaus, o francês finalizou de primeira e abriu o placar.

Sem convencer, mas letal quando chegava, o Borussia dobrou a vantagem aos 35’ com Marcus Thuram – a jogada novamente foi construída e finalizada por Pléa, que cruzou na medida para Thuram completar de carrinho para o fundo das redes. Incapaz de defender com qualidade, o Borussia Mönchengladbach permitiu com que o Stuttgart retornasse a partida ao sofrer o gol três minutos depois. Bensebaini afastou a bola de maneira patética, Endo agradeceu o presente e finalizou com desvio para diminuir o marcador.

O trabalho no intervalo muito provavelmente não foi bem feito, assim como o de toda semana de treinamento, e o Gladbach levou o empate logo aos 51’. Mesmo jogando com três volantes, Endo teve total liberdade e encontrou ótimo passe nas costas de Bensebaini, o argelino não conseguiu evitar o ataque e Ginter cortou novamente de forma amadora – Führich aproveitou finalização travada e sozinho, cabeceou para o fundo das redes.

Dominado pelo Stuttgart, o Gladbach não sofreu a virada aos 67’ graças a mais uma atuação fantástica de Yann Sommer. O suíço parou finalização a curta distância de Tiago Tomás, que não conseguiu direcionar o arremate. Letárgico no banco de reservas, Adi Hütter resolveu mudar somente aos 72’, depois de ver a equipe ser amplamente dominada e sofrer o empate. Além disso, de forma errada. O comandante austríaco sacou Koné e promoveu a entrada de Embolo, recuando Neuhaus.

Um time desorganizado em campo e sendo dominado, mesmo assim o técnico resolveu adotar uma postura teoricamente ofensiva – não é de fato, uma vez que o Borussia seguiu sendo dominado. O golpe final aconteceu com uma jogada totalmente previsível de uma das duplas mais letais da temporada passada – cruzamento de Sosa para Kalajdzic. Dessa vez, porém, pelo chão. O lateral recebeu, passou facilmente por Thuram e cruzou para trás, encontrando Kalajdzic, que totalmente livre, teve tempo de dominar e finalizar, virando o jogo. Praticamente todo time do Gladbach estava na área, mas ninguém marcou o jogador mais perigoso dos Suábios.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s