Detentor da maior vitória fora de casa em finais da Copa Uefa, o Borussia Mönchengladbach esmagou o Twente para alcançar a primeira taça continental do clube

Foto: Reprodução/GettyImages

Multicampeão na década de 70, o Borussia Mönchengladbach também demonstrou força no âmbito continental, chegando a quatro finais da Copa da Uefa – e levantando duas taças, além de vice-campeonato na Champions League em 1977, contra o Liverpool.

Antes de conquistar a taça continental em 75, o Borussia havia alcançado a final da Uefa Cup em 72/73 diante do Liverpool, mas foi superado pelos ingleses, aqueles que se tornariam adversário indesejável aos Potros.

Em busca da primeira conquista internacional, os Die Fohlen foram praticamente perfeitos na campanha da Copa da Uefa de 1974-1975 – foram 10 vitórias em 12 jogos. A única derrota, ainda na primeira fase eliminatória, aconteceu diante do Wattens-Wacker (atual Wacker Innsbruck, da Áustria). Os austríacos venceram na ida por 2 a 1, porém os Foals remontaram na volta ao triunfar por 3 a 0.

Nas fases seguintes, algumas goleadas consistentes, que foram dando moral a equipe. Na segunda fase eliminatória, duas vitórias diante do Lyon, por 1 a 0 e 5 a 2. Já nas 8ªs, novamente dois triunfos, agora diante do Zaragoza, por 5 a 0 e 4 a 2. O embate nas quartas de final foi contra o Banik Ostrava, da República Tcheca. Mais uma vez, duas vitórias para os Potros, agora com 1 a 0 e 3 a 1 a favor.

Gladbach no duelo diante do Banik Ostrava pelas quartas de final (Foto: Reprodução/Imago)

Maior rival dos Foals e adversário direto no âmbito nacional, o Köln foi adversário nas semifinais da competição. Como de costume durante toda história, Gladbach não tomou conhecimento e repetindo situações das rondas anteriores, venceu os dois jogos – 3 a 1 fora de casa e 1 a 0 como mandante.

Com o estádio completamente lotado em Düsseldorf, 48.000 pessoas estavam presentes, o jogo de ida da final terminou sem gols no embate contra o Twente. No jogo da volta, disputado na Holanda, Jupp Heynckes brilhou ao anotar um hat-trick, o marcador foi completado com dois gols de Allan Simonsen, coroando a esmagadora vitória por 5 a 1 como visitante.

Dupla goleadora e destaques na final, Heynckes e Simonsen terminaram a campanha como artilheiros da competição. O alemão finalizou a competição com 11 gols, enquanto Simonsen anotou dez tentos. No time base campeão, ídolos marcantes estiveram presentes, tais como Wolfgang Kleff, Wittkamp, Vogts, Bonhof, Wimmer, Simonsen e Heynckes, além do lendário técnico Hennes Weisweiler.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s